Bedroom Archaeology

This is painful. a 28.8k modem. a Macintosh Performa 6300CD (my parents are getting my old 6500/250 as soon as I can reformat it and send it to them) that has a monitor where only the green channel works. Wow. VT-100 emulation never looked so good.

So I’m at home cleaning out FOUR years of boxes of paper. Yes. See, everytime I moved out of a dorm, I’d simply dump everything into boxes, swearing up and down to my Mother that I would sort them the minute I got home. Did I? Of course not.

It’s amazing what I’m discovering. I’ve got lyrics I forgot I wrote (some of which aren’t half bad), drawings and papers that were actually pretty decent considering the complete and utter load of BS that is in them, and little momentos and items that brought a smile to my face.

So to everyone who says otherwise, Being a pack rat is a good thing, just clean out every once in a while. And God bless Adobe Acrobat. I’m going to scan all this stuff in and convert to .pdf and burn it to a CD and forget the paper ever existed. Hallelujah technology strikes again.

  1. Solamuthu says:

    Caro Tadeu,Preliminarmente, quero deixar ainda mais claro que ne3o dndeefo ningue9m. Apenas je1 estive do outro lado do casco e tenho uma certa vise3o maredtima (ainda que nem te3o experiente assim), a qual muitos ne3o possuem – pude observar de outro e2ngulo, digamos.c9 claro que, com o passar dos dias, mais e mais fatos sere3o esclarecidos e minha mensagem (logo nos primeiros dias), ne3o posso negar, tambe9m teve a intene7e3o de mostrar, a quem sabe reconhecer no espelho, que o ser humano julga o semelhante de maneira muito re1pida e fe1cil. c9 bom termos cuidado com isso Eu mesma tive o edmpeto de ver, analisar o caso de uma primeira vez e pensar (cheguei ate9 mesmo a comentar): Como??? ne3o deveria ser assim tem todos os equipamentos os procedimentos .Ora, indignar-se pelo ocorrido e9 natural e humano. CLARO QUE ME INDIGNO E MUITO!!! FORAM VIDAS HUMANAS PERDIDAS ALI!!!! Eu disse apenas que e9 cedo para sabermos O QUE LEVOU A ESSA TRAGc9DIA c9 CEDO PARA TIRARMOS CONCLUSd5ES PRECIPITADAS O COMANDANTE Nc3O FOI O daNICO ERRADO Nc3O (agora: errou por que quis?)O que se aprende no Direito, enquanto Cieancia Humana, e9 que existe uma enorme diferene7a entre o DEVER-SER e o que de fato c9.Claro que houve erro por parte do Comandante e de alguns tripulantes. Mas, daed a dizer que foi de maneira intencional, ou julgar que ele se eximiu de prestar socorro porque ne3o quis isso ne3o cabe a ningue9m, ainda mais nesse momento, dizer. Os dados que temos atualmente ne3o nos permitem dizer o que de fato aconteceu. Unicamente sabemos do resultado, da consequeancia.Meu ponto de vista foi apenas que a atitude do Comandante em largar o navio ne3o pode ser considerada covardia assim de longe, de imediato. c9 muito fe1cil analisarmos do outro lado do oceano, em terra, diante da tela de um computador ou de uma televise3o, ou de qualquer outra tecnologia. Entretanto, nossa reae7e3o humana, na hora da adrenalina, ningue9m pode prever.1 Ne3o tive a oportunidade de estar em um cruzeiro. Como dito no final do texto, ainda tenho vontade de ir e ne3o deixarei de fazea-lo, se um dia eu puder. Sobre a tripulae7e3o dos navios mercantes, o que posso dizer como tripulante – inclusive como Oficial encarregada da Segurane7a e da Salvatagem – e9 que existe, de minha parte, sempre uma preocupae7e3o acompanhada de uma ae7e3o te1tica, com a devida realizae7e3o de exercedcios, simulados, treinamentos. Posso dizer por mim, posso responder pelo que eu fiz a bordo. Ne3o posso, nem devo, dizer por outros tripulantes, outros navios, outras empresas. Sei de mim e tenho minha conscieancia tranquila, pois nunca deixei de fazer o que devia ser feito. Felizmente, mesmo navegando em condie7f5es adversas (sob mau tempo, sabendo da existeancia prf3xima de bancos de areia, com pouca profundidade abaixo da quilha, sem ecobatedmetro, sem carta ne1utica eletrf4nica, com o governo no manual, etc ), nunca passei por um sinistro. Manutene7f5es (dentro de minha competeancia) e treinamentos sempre em dia.2 Me desculpe meus poucos conhecimentos ne1uticos, pore9m mais suficientes do que o que as reportagens divulgam, je1 me permitem concluir que o navio ne3o “bateu” no local atual consideraredamos, ali, uma hipf3tese de varae7e3o? (Encalhe proposital para salvar, ao menos, a maioria dos passageiros?) Ne3o sei O que temos hoje (19/01/12, madrugada) divulgado pela meddia e9 muito pouco, tecnicamente, para julgarmos (desejo sabedoria ao Juiz que analisare1 o caso!)Sobre o rumo errado, sabemos apenas que estava errado (porque a operadora, de terra, se pronunciou a respeito); ne3o sabemos bem o porquea disso ainda 3 Sim, creio que, como dizia um Comandante tinha alguma coisa errada que ne3o estava certa no passadie7o (e por que tambe9m ne3o na prae7a de me1quinas?) desse navio. O quea, exatamente? Ne3o podemos concluir, ainda!4 Sim, existem procedimentos de segurane7a para manobras no porto. O que entendi no caso do Costa Concordia (pelo que este1 sendo divulgado ate9 o momento) e9 que ne3o havia a intene7e3o de atracar, mas apenas passar mais prf3ximo a uma cidade para homenagear um tripulante e tambe9m existem relatos de passageiros que dizem que o Comandante ne3o estava no passadie7o no momento, mas em um dos restaurantes. Seriam as alegae7f5es verdadeiras? Ne3o sabemos, hoje!5 Quanto e0 responsabilidade, sim e9 dele. A atitude dele DEVERIA TER SIDO DIFERENTE. Ne3o foi mas ainda assim a responsabilidade e9 dele. E ele deve responder por isso, ne3o tenha dfavidas. Sobre estar preparado: “a teoria, na pre1tica, e9 outra”! – acho que isso diz muito, ne3o?6 Isso e9 o que o mundo inteiro quer saber onde ele estava?7 Concordo com vocea e sei que tem muita empresa, como chamamos, pirangueira , que ne3o respeita a vida humana a bordo.Devem ser devem cobrar/ser cobradas mas ne3o se3o (je1 leu Plate3o? Mito da Caverna o mundo dos fatos e o mundo das ideias). Mais um motivo pra ne3o criticar APENAS o Comandante tem muita gente envolvida nessas pequenas falhas, nesses desajustes que contribuedram para que o sinistro acontecesse.8 Entendo que alguns personagens dessa histf3ria devam ser punidos. O valor de uma fanica vida e9 inestime1vel!!!Sobre o assalto no tre2nsito que comparei no texto: desculpe se ne3o fui te3o clara tratava-se de uma comparae7e3o sobre a REAc7c3O do ser humano, ne3o do ato da manobra em si. Sensae7f5es, medo, pe2nico, aquele filme da nossa vida toda que se passa em nossas mentes por um segundo, ne3o ver mais nada nem ningue9m, sf3 pensar em sair vivo dali foi isso que escrevi (ou tentei).Uma pessoa, ne3o-maredtima, na 2f apf3s o ocorrido, me perguntou: “nossa, esse navio tinha mais de 4.000 pessoas E CABE ISSO TUDO DE GENTE?” – Ne3o sei. Ne3o sei qual era a capacidade dele. Mas sei da capacidade do ser humano em ser ganancioso sei que existe o lucro a mais-valia sei de tudo isso (me parece inclusive que essa este1 sendo uma atual discusse3o na IMO: estabelecer um limite de pessoas a bordo, entre tripulantes e passageiros, a fim de evitar grandes perdas humanas quando coisas desse tipo acontecerem .ME PARECE OUVI DIZER .Nc3O SEI )8 (2) – Eu, como Primeiro Oficial de Ne1utica da Marinha Mercante e estudante de Direito, posso comentar sobre os fatos que chegam ao meu conhecimento, como qualquer cidade3o comum: o texto foi redigido inicialmente num espae7o “meu” (posteriormente me pediram autorizae7e3o para ser publicado no Portal). Digo que e9 CEDO para saber os motivos do acidente porque EU Nc3O TENHO DADOS, PROVAS PERICIAIS. Julgar sem conhecimento te9cnico do que efetivamente ocorreu e9 mero fazer justie7a com as prf3prias me3os . Daed a vocea dizer que meus comente1rios se3o ignorantes ne3o sei podem ser (afinal, quem sabe de tudo?)Existem normas internacionais que determinam que a tripulae7e3o DEVE ESTAR bem preparada, realizar exercedcios, etc. Mas: se foram regularmente realizados, de tempos em tempos no Costa Concordia: EU Nc3O SEI E Nc3O POSSO JULGAR. Ne3o sou onisciente, nem onipresente: os fatos devem ser apurados. O que sabemos, nesse momento, repito: e9 a consequeancia.Vocea falou dos tripulantes que estavam com coletes antes dos passageiros:Ne3o tenho muitos conhecimentos sobre a tripulae7e3o dos navios de passageiros. Portanto, o que posso fazer c9 UMA MERA COMPARAc7c3O, QUE PODE Nc3O SER APLICc1VEL A NAVIOS DE PASSAGEIROS: quando viajamos de avie3o, notamos que os procedimentos relativos ao uso dos equipamentos de sobreviveancia pessoal – por exemplo, a me1scara de oxigeanio – devem ser realizados primeiramente em quem vai ajudar aos demais passageiros (sere1 que seria assim tambe9m em navios de cruzeiro? Ne3o posso te dar certeza; o que estou fazendo e9 simplesmente uma analogia mas me parece razoe1vel que sf3 se pode ajudar o outro se primeiramente a pessoa estiver viva e em condie7f5es de prestar auxedlio ne3o? – ainda que com pouca mobilidade, no caso dos coletes.)9 – Nesse ponto, concordo em parte com vocea. Tem mais gente que devere1 ser responsabilizada por essa trage9dia. No caso de quebras de normas de segurane7a : a) Se vocea quis dizer ali no momento do acontecimento, tambe9m e9 uma queste3o a ser respondida por que ne3o foi relatado aos f3rge3os imediatamente??? Eu ne3o sei e ningue9m sabe, ate9 o presente momento. b) Se vocea quis dizer com relae7e3o e0 manutene7e3o preventiva, o que posso expor e9 a minha seguinte indignae7e3o: Nossa, como normalmente demora a ser resolvido por quem de competeancia!!!! (na maioria das vezes, mesmo sendo relatado, foge e0 competeancia do pessoal de bordo) – pelo menos no BRASIL. Mas tenha cuidado quando vocea diz que todos os tripulantes devem ser responsabilizados existem tripulantes herf3is nessa histf3ria, que literalmente deram e outros que quase deram suas vidas para salvar outras vidas ne3o generalize Em todo o caso, he1 uma hierarquia e, em regra, e9 o Comandante quem responde inclusive por fatos praticados por terceiros. Por isso mesmo, ne3o e9 fe1cil comandar um navio.c9 caracteredstico do ser humano ser movido por paixf5es e isso todo mundo tem: naquele momento, o Comandante do Costa Concordia parece ter tido paixe3o pela prf3pria vida, mais do que pelo seu trabalho, sua fune7e3o a bordo (ne3o agiu conforme a boa marinharia, mas conforme o instinto natural – por vezes, inconsciente); muitos aqui de fora team a paixe3o de querer justie7a e de que ele seja punido por isso. Depois de julgado, claro o que ne3o vale e9 fazer juedzo de valor.Com certeza, Tadeu, houve muitas falhas humanas no caso do Costa Concordia. Tambe9m aprendemos no curso especial de gerenciamento de passadie7o, je1 depois de formados: sinistros normalmente acontecem ne3o devido a uma fanica causa, mas a uma sucesse3o de erros. Por isso mesmo e9 injusto julgar nesse momento APENAS o Comandante e sem o conhecimento amplo do que levou a essa trage9dia. Corremos o risco de visualizarmos apenas uma e1rvore em meio a uma floresta.Desejo muito sucesso na sua vida profissional; vocea parece entender bastante sobre segurane7a. E se um dia tiver interesse e oportunidade de atuar no ramo maredtimo, que vocea sempre tenha em mente que o Oficial de Ne1utica e9 um aliado seu, ne3o inimigo. Lutamos pela mesma causa: a protee7e3o e0 vida humana.

Post a comment

Name or OpenID (required)


(lesstile enabled - surround code blocks with ---)